Prémio de Artesanato dos Açores atribuído a João Pereira, da ilha Terceira

Angra do Heroísmo, 2 de Fevereiro de 2020

 

O Vice-Presidente do Governo entregou sábado, em Angra do Heroísmo, o Prémio de Artesanato dos Açores – CoMtradição a João Pereira, da ilha Terceira.

Para Sérgio Ávila, trata-se de um reconhecimento e de uma homenagem a um artesão que contribuiu, desde os anos 60, para a dinamização da economia da ilha Terceira, empregando dezenas de bordadeiras, ao mesmo tempo que preservou a tradição do bordado a branco.

“No fundo, pretende ser não só um reconhecimento de uma vida, mas, particularmente, também uma motivação para a continuação desse trabalho, desse exemplo e dessa referência”, sublinhou.

Na cerimónia de inauguração da exposição relativa a este prémio, que decorreu no Museu de Angra do Heroísmo, o governante enalteceu a visão do empresário agora homenageado pela sua “perseverança, qualidade e competência”, passando o legado de geração em geração.

“E irá continuar a inovar, adaptar-se às novas tecnologias, às novas formas de comercialização, aos novos públicos, mantendo sempre a qualidade genuína e, essencialmente, mantendo aquilo que é a nossa referência: a valorização”, acrescentou Sérgio Ávila.

O Prémio CoMtradição, que teve este ano a sua segunda edição, tem o objetivo de consagrar artesãos ou entidades com carreira consolidada e historicamente relevante, cujo trabalho contribuiu e continua a contribuir para afirmar a identidade das artes e ofícios dos Açores.

“Procurámos ao longo destes anos valorizar aquilo que é o artesanato da Região. Valorizar a sua importância do ponto de vista económico, valorizar na introdução de mais atratividade e inovação”, contextualizou Sérgio Ávila, salientando que isto se reflete no percurso feito pelos artesãos dos Açores “cada vez mais em número crescente”.

“Demonstra o esforço que tem sido feito por todos e, por isso mesmo, criámos este prémio”, frisou o Vice-Presidente.

Este evento, promovido pelo Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), incluiu a inauguração uma exposição itinerante de caráter retrospetivo e antológico, que estará patente no Museu de Angra do Heroísmo até 01 de março, podendo ser visitada de terça-feira a domingo, das 09h30 às 17h00.

Na ocasião foi ainda apresentado um catálogo de referência histórica e bibliográfica sobre João Pereira.

GaCS/SB