Projeto Raízes

logo-raizes-Site-01

O projeto Raízes Pedagógicas é um projeto do Centro Regional de Apoio ao Artesanato que visa sobretudo valorizar e divulgar as áreas artesanais mais típicas e representativas dos Açores junto das camadas mais jovens.

Consiste numa série de materiais pedagógicos e ações temáticas diversas que se pretende dinamizar em contextos diversificados e em várias ilhas. Envolve sempre alunos e artesãos numa convivência intergeracional que promove a união pela história, tradição e experiências comuns.

O projeto surgiu da necessidade de perpetuar a cultura popular junto das crianças e jovens que crescem hoje, cada vez mais alheadas deste contexto. Há atualmente uma distância cada vez maior entre gerações, o que tem enfraquecido a transmissão do conhecimento, neste caso, do saber-fazer.

Desta forma, as atividades deste projeto pretendem mostrar, experimentar e recriar esses conteúdos culturais que pertencem à sociedade e que são tão identitários do património regional.

 

Governo Regional promove realização do 1.º Festival Infantojuvenil de Artesanato dos Açores – Raízes

A Vice-Presidência do Governo, através do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) promoveu, de 3 a 5 de maio, em Ponta Delgada, a realização do 1.º Festival infantojuvenil de Artesanato dos Açores – Raízes.

Esta iniciativa pioneira, que nasceu do Raízes – Projeto Pedagógico do Artesanato dos Açores, visa sensibilizar o público mais jovem para a importância do saber fazer, pretendendo o CRAA dar a conhecer tanto as técnicas e as matérias primas tradicionais como a experimentação criativa e inovadora de novas formas de fazer, para que também os jovens divulguem as tradições e a herança cultural da sua comunidade.

Nesta primeira edição, o programa do festival, para além da parte comercial, incluiu workshops, espetáculos de música comentados e de teatro de marionetas, com atuações de Rafael Carvalho e dos grupos Teatro Historioscopio, Teatro Marionetas e Associação Alma d’Arame.

O festival teve também uma zona exterior de convívio, onde os mais novos tiveram à sua disposição brinquedos, jogos tradicionais e lanches saudáveis.

20190504_135018 20190502_154138 IMG_8625 IMG_8508 20190503_103444 20190503_105049 20190503_104035 20190503_135801 20190504_184504 IMG_8512 IMG_8516 IMG_8548 IMG_8560 IMG_8627 IMG_8637 IMG_8744 IMG_8759 IMG_8788

 

Centro Regional de Apoio ao Artesanato e Escola Antero de Quental parceiros no Projeto Raízes

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) e a Escola Secundária Antero de Quental, em Ponta Delgada, estabeleceram uma parceria no âmbito do Raízes – Projeto Pedagógico do Artesanato dos Açores, criado com o objetivo de valorizar a cultura popular açoriana junto das crianças e jovens.

Nesse sentido, o CRAA disponibiliza nas suas instalações espaço e equipamento para a realização de atelieres propostos pelos professores do Departamento de Artes Visuais daquele estabelecimento de Ensino.

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato assegura, ainda, a colaboração pontual de artesãos que dominem técnicas ou ofícios mais específicos, promovendo, através da convivência inter-geracional, a transmissão do saber-fazer aos mais novos.

Será também dada aos alunos a oportunidade de exporem ao público os trabalhos resultantes destes ateliês através de duas mostras, uma no espaço promocional da Azores in a Box e outra na Escola Secundária Antero de Quental.

IMG_6135 IMG_6139 IMG_6190 IMG_6127 IMG_6129 IMG_6187

 

CRAA promove diversos workshops na ilha das Flores no âmbito do projeto Raízes

O Centro Regional de apoio ao Artesanato promoveu durante o ano de 2017 diversos workshops no âmbito do projeto pedagógico Raízes na Escola BS das Flores.

01 02 03 DSC06528 DSC06530 DSC06531

 

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato, no âmbito do projeto “Raízes Pedagógicas” promoveu ateliês em folha de milho na ilha do Corvo

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato, no âmbito do projeto “Raízes Pedagógicas” promoveu ateliês em folha de milho, na Escola Básica e Secundária Mouzinho da Silveira, envolvendo todos os alunos do 1º, 2º e 3º ciclo. Foram cerca de 48 alunos que participaram na elaboração de bonecas de milho orientados pela conceituada artesã do Pico, Conceição Neves. Nos referidos ateliês foi enfatizada a importância de manter as tradições e a identidade cultural através do artesanato, o valor do saber-fazer e a consciência ambiental sobretudo no que concerne à rentabilização dos recursos naturais existentes em cada ilha.

corvo

 

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato promoveu um Ateliê de Bordado no Museu da Graciosa ao abrigo do projeto Raízes

O CRAA, em colaboração com o Museu da Graciosa, promoveu uma ação pedagógica sob o tema do Bordado. Da atividade constou uma visita guiada à exposição e um ateliê teórico-prático.

Este ateliê teve como objetivos divulgar e promover o artesanato açoriano, transmitir uma herança cultural, sensibilizar para a importância da valorização e continuidade do artesanato, dar a conhecer a matéria-prima local, valorizar a vertente ecológica e sustentável do trabalho artesanal, potenciar o saber fazer de uma forma lúdica, revestida de descobertas e criações e cooperar no desenvolvimento de uma maior ligação entre o Museu, as instituições escolares do concelho e a comunidade em geral.

A atividade decorreu em outubro de 2016, nas instalações do Museu da Graciosa com a colaboração da artesã Sandra Sousa, onde participou uma turma do 6ªano, da Escola BI da Graciosa.

01 02 03 04 05 06

 

CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO PROMOVE PROJETO “RAÍZES” NA ILHA DE SÃO JORGE

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), organismo dependente da Vice-Presidência do Governo dos Açores, está a promover, até sábado, na ilha de São Jorge, a realização de várias atividades pedagógicas relacionadas com a tecelagem.

Estas atividades estão integradas na iniciativa “Raízes – Projetos Pedagógicos para o Artesanato dos Açores”, que o CRAA desenvolve para sensibilizar os alunos e a comunidade escolar para as questões do artesanato como património cultural imaterial identitário dos Açores.

Esta ação que se realiza em São Jorge resulta de uma parceria com o Museu Carlos Machado e conta com a participação de escolas do 1.º Ciclo e Secundário, das Cooperativas de Artesanato da Senhora da Encarnação e da Fajã dos Vimes e do Museu Francisco Lacerda.

Entre as várias atividades incluídas nesta iniciativa, destacam-se visitas orientadas à exposição temporária de trajes, patente no Museu Francisco Lacerda, a demonstração de técnicas de tecelagem por artesãs locais e a sua experimentação por parte dos participantes, numa perspetiva que visa aliar o tradicional ao artístico.

A anteceder esta iniciativa, o CRAA promoveu uma formação preparatória dirigida aos professores, com o intuito de apreenderem algumas possibilidades técnicas e conceptuais da estruturação do tear manual, transformando-o num objeto artístico e contemporâneo.

Com este conjunto de ações, o Centro Regional de Apoio ao Artesanato tem como objetivo a valorização e a divulgação de técnicas tradicionais de tecelagem numa perspetiva de continuidade e de exploração de novas hipóteses criativas, transmitindo aos mais novos uma herança cultural e a arte do saber fazer.

14976299_1484963128186255_1985752330_o 15152262_1484963018186266_296720621_o 15224646_1497002990315602_1426489290_o 15231744_1497001853649049_1809311854_o 15271468_1497002970315604_897036405_o 15271530_1497002560315645_239794903_o 15302364_1497002380315663_139704367_o 15303910_1497003376982230_2016740667_o 15311392_1497002523648982_986620682_o 15321590_1497002833648951_1883138231_o DSC02135 DSC02148

CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO PROMOVE PROJETO “RAÍZES” NA ILHA DO PICO

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) está a promover, até ao final desta semana, no Museu da Indústria Baleeira, em São Roque do Pico, diversas atividades no âmbito do projeto “Raízes”.

Esta ação conta com a realização de ateliês pedagógicos e visitas guiadas à exposição de artesanato de Alzira e Conceição Neves, fundadoras da Escola Regional de Artesanato de Santo Amaro, na ilha do Pico.

As duas artesãs foram recentemente galardoadas com o Prémio CoMtradição, que visa distinguir, divulgar e promover a atuação exemplar de entidades ou artesãos.

As atividades que estão a ser desenvolvidas envolvem alunos dos 2.º e 3.º ciclos, com o objetivo de os sensibilizar para a relevância do legado cultural que é o artesanato e alertar para a necessidade de não só o preservar como de o transmitir às gerações vindouras.

DSC03582 DSC03593 DSC03620 DSC03702 DSC03737 DSC03740 DSC03776 DSC03780 DSCN9757 DSCN9762 DSCN9775 DSCN9818